É hora de falar sobre elas

É hora de falar sobre as mães. Tenho que dizer que sou privilegiado porque tenho uma MÃE campeã o que me causa imenso orgulho.

O fervor católico ocidental exalta a figura da Virgem Maria e as artes costumam retrata-la como aquela que protege o filho, o aninha em seus braços e transmite uma segurança de que sempre irá protegê-lo.

Não importa a religião ou cultura, a grande maioria de nós, enxerga a figura materna de forma semelhante. E a ideia animal da protetora de seus filhotes, contribui para isso.

Esta data, o Dia das Mães, foi criado nos EUA em 1905, pela filha de pastores Anna Jarvis, para homenagear sua própria mãe e instituir um dia em que todas as crianças se lembrassem com muito amor e carinho de suas mães. Em 1914 a data foi unificada e logo adotada por mais de quarenta países. Desde 1932 a data por aqui, o segundo domingo do mês de Maio, é respeitada no Brasil afora.

Porém Anna não ficou muito feliz, pois os comerciantes aproveitaram para explorar comercialmente a comemoração e os cravos brancos -que simbolizam a maternidade- tornaram-se recorde de vendas. Ela acreditava que o importante deve ser conferir o valor devido a estas pessoas tão maravilhosas que são as mães e não apenas comprar presentes. Mas apesar do eterno e sonoro: “ Não precisava…” elas adoram um presentinho nesta data.

Porém use um recurso básico: pense no estilo de sua mãe, afinal existem as que adoram cozinhar e vão adorar tudo relacionado a isso. As mais vaidosas vão vibrar com tudo relacionado à melhora da aparência e aprimoramento do visual. O fundamental é tentar acertar.

E por mais que elas se orgulhem de suas receitas únicas e imbatíveis, pode ser uma boa oportunidade para permitir uma mudança do cotidiano e convida-las para comer em sua casa ou leva-las a um restaurante.

Fique atento a algumas regras que vão ajudar no sucesso da empreitada: ao cozinhar ou apenas receber não repita ou imite receitas que elas consideram exclusivamente de domínio próprio e ao sair lembre-se do movimento alucinante dos restaurantes e garanta sua reserva, sendo sempre pontual.

Este dia foi reservado para prestigia-las, e como se não devêssemos fazê-lo com mais freqüência, aproveite para “encher a bola” da sua e convencê-la de que ela é a mais especial das criaturas.

E se por alguma razão ela não estiver próxima fisicamente, (caso um telefonema OBRIGATÓRIO não seja possível, sugiro que erga a taça e faça um brinde, ainda que imaginário, para estas mulheres insuperáveis, sejam elas como sejam ou tenham sido, afinal, se não fosse por elas não estaríamos dividindo este artigo e muito mais!

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por: