Tudo pela Audiência’ retorna com quadros reciclados e rindo de si

Três ex-participantes de realistes estão no palco e têm uma missão: precisam decifrar por meio de uma imagem quem é a personalidade retratada e imediatamente dizer se a salvam de virar papel picado. Literalmente

Uma foto do escritor Machado de Assis é exibida para Val Marchiori (“Mulheres Ricas”, da Band)e para Fabio Arruda e Renata Banhara (de “A Fazenda”, da Record).

“Ai, chatoooo! Pica!”, diz a modelo Banhara. A socialite Marchiori faz coro.

Porchat então pega o pôster e o coloca numa máquina que transforma a imagem do criador de “Memórias Póstumas de Brás Cubas” em tirinhas de papel.

Na sequência, a brincadeira é feita com Papai Noel. “Salva!”, diz Marchiori.

16127321

 

O quadro “Pica ou Não Pica” é uma das novidades da terceira temporada de “Tudo pela Audiência”, atração comandada por Tatá Werneck e Porchat no Multishow, com estreia nesta segunda (9).

O humorístico segue em sua proposta de satirizar as bizarrices mostradas na TV.

“Nesta temporada pegamos nossos próprios quadros e demos uma cara diferente, para fingir que são novos”, diz Tatá. “Algo que a televisão faz”, emenda Porchat.

Para o humorista, a programação televisiva continua surpreendendo daí ele e Tatá já pensarem na quarta temporada. “A TV nos dá muito material. Outro dia tava vendo o ‘Encrenca'[da Rede TV]. É muito mais barra pesada que nosso”, afirma.

“Enquanto existir essa capacidade inesgotável de zoar as coisas, esse programa vai continuar”, emenda Tatá, no intervalo de uma gravação.

Os comediantes contam que a essência do “Tudo…” continua: um mix de programa de auditório, com homenagem, sátira e crítica á TV

Porchat frisa que o humorístico não tem a pretensão de fazer análise de uma lugar superior. “Não estamos acima de ninguém, pelo contrário, estamos no meio dessa bagunça”, fala.

Para ele, a crítica está no título do programa. “Fazer as coisas pela audiência é o maior problema da TV aberta. Claro que o público precisa ver, os patrocinadores precisam apostar. Mas quando você não está mais ligando se o produto é bom ou ruim, ai é que faz o sushi erótico, entrevista o PCC de mentira.”

Em agosto, Porchat experimentará os desafios de atuar em uma emissora averta, com a estreia de seu “talk show” na Record.

Será a nova atração alvo de um próximo “Tudo pela Audiência”? Tatá não contém a risada: “Agora eu quero ver!”.

O humorista diz que sim. “Na verdade já estamos fazendo nesta temporada”, fala, sobre o “Cuecão Talk Show”. No quadro, ele e um convidado ficam cara a cara dentro de uma cueca gigante, para forçar uma intimidade inexistente.

“Tem tanto ‘talk show’, virou uma febre, que aqui o nosso é bem específico, na cueca. A gente já tá brincando e eu nem estreei.”

 

Fonte: www1.folha.uol.com.br

 

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por: