Chá de amigos

Se o assunto é chá, atribui-se a origem deste no Oriente, mais exatamente à suposta distração de um imperador da China Antiga, que ao ferver água não percebeu algumas folhas que caíram no seu recipiente e por ter gostado muito do paladar passou a colocar ervas e especiarias para infusão. Japoneses cultuam esta bebida e seu momento, em uma cerimônia cheia de tradição, respeito e importância, o Chanoyu.

A rota das descobertas levou o chá para Europa a partir do século XVI e o mundo se familiarizou com ele. O ícone supremo presente em nosso imaginário porém nos remete à Inglaterra e a fleuma de seu povo que tanto o aprecia, em especial na elegância discreta, hoje nem tanto, de sua família real. Aliás o chá das cinco, criado pela duquesa de Bedford por volta de 1830, em parte para distrair o apetite entre o almoço e o jantar e em parte para desfilar louças e pratarias entre a aristocracia, hoje já é servido em qualquer horário após as 14 horas.

Tradições e origem já citadas, abordemos este costume tão presente de organizar chá-de-cozinha ou chá-de-panela, com sua extensão para chá-bar, ou até chá-de-lingerie. Todos estes são festas criadas para simbolizar a despedida da vida de solteira, pois originalmente eram destinados exclusivamente às mulheres. Diz a lenda que o primeiro foi oferecido para arrecadar itens para uma donzela deserdada por seu pai. O chá-bar pode ser uma extensão do feminino , quando na sequência os marmanjos podem se juntar ao grupo e os presentes passam a ser objetos úteis para bar e bebidas. Vale lembrar que a noiva não deve fazer em sua casa, já que o simpático é que seja oferecido por amigas ou parentes. O cardápio deve ser baseado em sanduichinhos, bolos e doces e um espumante pode ser acrescido aos sucos, refrigerantes e obviamente chás. Neste nosso calor vale optar pelos gelados.

A separação dos sexos se torna necessária pois em geral no vespertino para mulheres são feitas diversas brincadeiras, cuidado com exageros do tipo erótico ou muito debochado caso convide tias e avós, e ao não adivinhar o conteúdo dos pacotes a noiva paga prendas e passa por “pequenos” – assim espero – trotes. A lista de presentes pode e deve incluir desde o básico, como um rolo de macarrão ou peneira, até onde seu orçamento permitir. A mais recente novidade é o chá-de-lingerie, no qual os presentes são peças íntimas e ele pode ser comemorado em lugares exóticos como um motel com direito a strippers. Se esta é sua vontade tenha certeza que as pessoas convidadas não se sentirão constrangidas ou envergonhadas. Não deve existir prazer ao causar desconforto para os outros.

O chá-de-bebê originalmente era para mostrar o enxoval do pequenino e hoje passou a ser uma arrecadação de fraldas, mamadeiras e afins. Comemorar é sempre válido e se todos apreciam, modalidades variadas podem acontecer. Mas atenção: já ouvi falar dos títulos mais inacreditáveis, sempre para amealhar presentes. O fundamental ao reunir pessoas deveria ser o prazer em estar com elas. Me incomoda bastante quando tudo vira um escambo comercializado. Saborear a presença de amigos e parentes queridos não tem preço. Mesmo.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por: