Modernidade Sr ou Sra

Os códigos de etiqueta mudaram com a modernidade? Como tratar uma mulher de 50 anos hoje em dia? Ainda chama de senhora? E se ela se sentir ofendida?

2.800 tqs

Relo – ou!!!!!!!!!!!
Tudo muda com a modernidade!!!! Camarão que dorme, a onda leva!!!!!!
Os códigos de etiqueta também mudaram!!!! Se modernizaram!!!!!
Num ambiente moderno, minimamente o ar condicionado substitui com louvor o abanar de leques perfumados!!!!!! – Nem com o mesmo charme………
Pessoas de 50 anos nem são mais “senhores” ou “senhoras” com a antiga conotação senil! Melhor classificação: Sêniores!
Maior experiência, lucidez e equilíbrio! É o que diferencia os jovens dos cinqüentões!
Cabelos grisalhos, cabeças calvas, já há muito não representam velhice!!!!!!!!
Podem até ser símbolos de charme!!!!!!!

Chamar outrem de Sr ou Sra, nem sempre significa designar diferenças de idade!
A hierarquia designa os títulos nas relações. Quando isso não acontece, é o bom senso, mais uma vez, que cumprirá essa função.
Em francês, idioma muito cheio de requintes, todos se vous- vovoyent….. o que para nós, em português equivaleria a usar a 2ª, pessoa do plural – “Vos”.
Mesmo um adulto, ao falar com um jovem, usa o “Vous”.
E, é muito comum, a pessoa interpelada, autorizar o interlocutor a le “Tutoyer”, ou seja, usar a 2ª. pessoa do singular, que para nós seria o você, mais informal e coloquial.

No nosso português-brasileiro, a informalidade é bem maior, até por usos e costumes! Então, nada mais adequado do que prestar atenção quando for apresentado à alguém:
“- Fulano! Quero te apresentar a Dona Maricota.”
Ou:

“- Este é o Sr. Eloy.”
Este mesmo tratamento deve ser usado ao menos que o apresentado manifeste o desejo de ser tratado com maior informalidade, dizendo: “Me chame de Maricota” , ou “Prá você sou Eloy “
Sentir-se ofendido por ter sido chamado de Sr ou Sra independente da idade, é uma grande bobagem e denuncia antes de qualquer coisa falta de traquejo social, pois se um tratamento não for adequado, basta corrigi-lo, de forma clara e tranqüila. Simples assim!
Tenho a impressão que com a disseminação do uso da Internet como veículo de comunicação imediata, a formalidade está diminuindo, dando lugar a uma linguagem mais coloquial e menos requintada. Aqui nem vou abordar o fenômeno que ocorre com a língua portuguesa escrita, usada pelos jovens internautas.
A modernidade não é uma coisa atual. Em todos os tempos, tudo de novo que aconteceu: descobertas ou invenções interferiram nos usos e costumes da época.
Lá pelos idos de 1700, por exemplo, o Rei Luis XIV, instituiu o uso das “estiquets”,
onde novas normas de comportamento, principalmente à mesa estavam definidas como sendo as obrigatórias para os comensais em Versailles.
Desde então, esses códigos de comportamento e “etiqueta”, vem sendo modificados e adequados até os nossos dias.
Já não se usa mais limpar a boca com um coelho vivo! Prefere-se o uso de guardanapos…….

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por: