RSVP – répondez s’il vous plaît

Para muitos, os códigos sociais já são complicados sem seus detalhes. Com todas as suas regras e nuances ao se deparar com expressões em outros idiomas alguns podem achar que é momento de surtar.

Nada disso!

Todos os códigos que compoem a etiqueta existem para facilitar o convívio entre as pessoas. A confirmação de presença é fundamental para que você possa estimar o número de pessoas que realmente estará presente em seu evento e assim enxugar ou adequar orçamentos e verbas. Não é um hábito levado muito a sério por aqui, já que as pessoas preferem confirmar a presença ” para garantir” e se na hora não puderem ou quiserem comparecer, basta não ir. Que atitude grosseira e egoísta. O orçamento pode ser ajustado de forma muito mais civilizada se conseguirmos estimar com antecedência o número de presenças.

Eis aí a razão justa do indispensável e educado R.S.V.P. Para não restar dúvidas, entenda do assunto.

No convite, sempre na lateral direita inferior, ou centralizado abaixo do texto, você pode encontrar a sigla R. S. V. P., da expressão francesa Répondez s’il vous plaît (“responda, por favor”). Isso solicita a confirmação de sua presença. Ao lado direito ou abaixo da sigla sempre deve haver um número de telefone (eventualmente com um nome específico) para a confirmação ou, nos dias de hoje, um endereço de e-mail. Também é totalmente aceitável que isso venha escrito em português. Exemplos: “Por gentileza (ou Por favor) confirmar presença até o dia tal com a senhora fulana no telefone tal”; “Pede-se a confirmação da presença, telefone tal.

Os americanos, dentro de sua praticidade, adotam uma forma muito interessante: colocar regrets only, ou apenas R.O. que traduziríamos como “somente escusas”. Ou seja, apenas para recusar presença.

Fazem-no desta maneira porque acreditam que o simples fato de convidar certas pessoas para determinado evento é mais do que motivo para comparecimento. Apenas uma escusa justificaria não comparecer. Que maravilha se todos pensassem assim…

Nos Estados Unidos, é extremamente comum o convite vir com um cartão de confirmação de presença anexo, que é enviado de volta para quem convida como forma de garantir, quase que de forma documentada, maior rigor na confirmação.

Os organizadores de evento por aqui adotam duas posturas para tentar concluir a árdua tarefa de confirmação. O R.S.V.P. passivo, no qual apenas aguardam pela ligação e o ativo – mais eficiente – quando entram em contato com a lista de convidados e pedem (cuidado para não soar como intimação) para que se comunique a presença ou ausência.

No endereçamento subescrito dos envelopes poderemos encontrar algumas outras siglas, sempre na lateral esquerda inferior (este é um procedimento sofisticado, para ser usado ocasionalmente, e apesar de raro, vale explicar):

– P. E. F. que significa “por especial favor”. Ou seja, quando alguém entrega o convite por você. Nesse caso, seu nome vem logo em seguida — por exemplo, P. E. F. Paula Silva

– P. O. que significa “por obséquio”. O mesmo uso do P. E. F. Não abuse desses recursos. Amigos não são pombos-correio.

No envelope, sempre na lateral direita inferior:

– E. M. (“em mãos”). Quando o convite é diretamente entregue a alguém.

Empresas de courier – entregadores – de convites em geral não colocam sigla alguma, pois a entrega está sendo feita de forma profissional. Eles fazem as confirmações também, caso queira. Vale o investimento, pois os convites são a a primeira impressão do evento.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por: